Publicado em: 29/06/2021 14:45:46

O oeste baiano e o Brasil foram para a frente da TV e das redes sociais, na noite da última quinta-feira (17), para prestigiar a Bahia Farm Show Digital Experience. Um evento dedicado ao atual panorama do agronegócio, pautado pela preservação, como forma de elevar a produtividade. O evento foi transmitido, ao vivo, pelo Canal Rural, com os apresentadores Pryscilla Paiva e Giovani Ferreira, direto dos estúdios da emissora, em São Paulo, o jornalista Alexandre Garcia, de Brasília, e, do oeste baiano, os produtores rurais convidados.

Após uma rápida contextualização sobre o ambiente que favoreceu a criação da Bahia Farm Show, em 2004, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, o presidente da Aiba falou sobre a expectativa para a edição presencial do evento, programada para o período entre 31 de maio e 04 de junho do próximo ano. Ele destacou, ainda, a relevância da experiência digital para o setor. “Conseguimos atingir, plenamente, os objetivos, que são: mostrar ao Brasil as oportunidades que a região oferece; fomentar ainda mais as boas práticas entre os produtores rurais; e revelar a face sustentável social, ambiental e econômica da agricultura praticada no cerrado baiano”, avaliou o presidente da Aiba, Odacil Ranzi.

O vice-presidente da entidade, Moisés Schmidt, um dos participantes do evento, ressaltou a importância da mensagem passada pelo programa. “Este evento trouxe um conjunto de abordagens que desmistifica o agro, deixando claro que o produtor está cada vez mais interessado em preservar, garantindo a continuidade da produção sem abrir mão da promoção do bem-estar socioambiental”, refletiu.

A segunda parte do evento reuniu apresentadores, comentaristas e os convidados em uma conversa repleta de conteúdos técnicos e informativos. O vice-presidente da Federação Brasileira do Sistema Plantio Direto (FEBRAPDP), da Bahia, Luiz Antonio Pradella, e o presidente da Associação Brasileira de Produtores de Algodão (Abrapa), Júlio Busato, discutiram sobre: tecnologia para pequenos produtores rurais, a implementação de formas de manejo conservacionistas, o programa de recuperação de nascentes promovido pelos agricultores, disponibilidade de água para a irrigação no oeste baiano, fatores responsáveis pela alta produtividade nas principais cadeias produtivas e as perspectivas do agronegócio para a próxima década.

Alexandre Garcia contou, com entusiasmo, como testemunhou o processo evolutivo ocorrido no bioma que ocupa 9 milhões e 100 mil hectares da região oeste da Bahia. “Quando cheguei ao cerrado, em 1976, tínhamos a ideia de que a área era improdutiva, por conta do solo ácido. Eu já havia visitado várias regiões, que achava ser um novo Israel, inclusive Mimoso do Oeste, que se converteu na moderna cidade de Luís Eduardo Magalhães, a capital do agronegócio do Matopiba. Isto não foi milagre, é resultado do suor e do trabalho dos produtores que desbravaram essa nova fronteira agrícola”, concluiu.

O programa está disponível no YouTube do Canal Rural, no link https://www.youtube.com/watch?v=Z8LlqwoHWV4&t=2563s

Ascom Aiba